Seja bem vindo ao Blog da Saúde LGBT

Neste espaço o Dr. Paulo Branco ira continuamente publicar matérias além de responder duvidas
relacionadas a Medicina e Qualidade de Vida voltadas a população LGBT. Este espaço no entanto,
não substitui a consulta médica, que deverá ser feita pelo médico, no consultório, de corpo presente.



Alguns amigos e pacientes do Dr. Paulo Branco que inspiraram ele a fazer esse Blog.

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

domingo, 23 de novembro de 2014

sexo anal, porque fazer e não fazer?



Proctologista, Dr Paulo Branco  explica o porque de fazer e não fazer o sexo anal, com video ilustrativo.



Entrevista: Leo Aquila.






























quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Proctologista: Procedimentos sem internação:

Proctologista realiza procedimentos sem internação, em clinicas e hospitais treinados no atendimento do publico gay, ilustrado com fotos e video.

Proctologista: Dr. Paulo Branco
Contatos:
e-mail:paulobranco@terra.com.br
WhatsApp: 995204135 / 987164052
Central: 11-986663281( Mônica)






Clinicas:

- Proctologista na Vila Nova Conceição:
Fixo: 11- 3846-7973
Móvel: 11 – 9912-2513 / 78317379




-     Proctologista na Lapa:
Fone/whatsApp:
11- 986663281





- Proctologista no Centro de Sp, na Praça da Republica:
Fones:
Fixo: 11-3331-7016
Fone/whatsApp: 11-98415-2089






Agendamento:
Deverá ser feito por uma das secretarias acima citadas e, será obrigatório passar por consulta com o proctologista para que seja discutido de forma bem interativa no computador, o diagnostico e tratamento das doenças proctologicas.
A consulta deverá demorar o tempo necessário para esclarecer todas as suas duvidas, e dela fará parte também a endoscopia do ânus, chamada de anuscopia, que detectará as doenças dentro do canal anal e reto.

Consulta interativa:



Clinica:





Atendimento:
Criamos uma experiência de aproximadamente 14 anos no atendimento ao publico gay, que se resumimos em três palavras:
- Igualdade;
- Amizade;
- Respeito.

Fabio: Paciente e amigo.




Internação: O atendimento e agendamento serão feitos pelas minhas secretarias e do hospital, e o tempo de internação será o necessário para realização do procedimento com segurança, isto é, geralmente os pacientes não ficarão internados no hospital e terão alta após a cirurgia.


Agendamento de cirurgias.



Objetivo e custos:
 A ideia ou objetivo será tornar viável o tratamento para todos os pacientes, que geralmente estão com dificuldade pelo tempo de espera nos planos de saúde , pelo medo das contas hospitalares, proibitivas e impossível para a classe media e pelo tempo de espera nos hospitais da rede pública, dando aos pacientes uma qualidade de vida digna, e com retorno o mais breve possível as suas atividades gerais e de trabalho. 

Procedimentos:
São realizados geralmente sob anestesia local e se necessário uma leve sedação. Alta ocorrerá a seguir.  
São eles:


Proctológicos:
Hemorroida;
Fissura anal;
Fístulas;
HPV;
Cisto pilonidal.





                                          


                            Entrevista: Doenças proctologicas.



Cirurgia geral:
- Hérnia Umbilical;
- Hérnia Inguinal;
- Hérnia Incisional;
- Fimose: postectomia
- Tumores de pele.


Equipe e equipamento:
A cirurgia de uma forma geral exige uma equipe treinada para que o procedimento transcorra da melhor forma possível. Na proctologia quanto mais tempo essa equipe atuar junta, melhores serão os resultados dos tratamentos propostos. Em proctologia para cada patologia, teremos equipamentos específicos para este fim, e como exemplo posso citar um afastador metálico que uso para o tratamento das fístulas anais. Esse afastador eu achei em uma oficina mecânica, de disposição angulada, quando eu vi e peguei nas mãos imediatamente pensei nas fístulas e também no cisto pilonidal. E perfeito para a identificação de todos os componentes da fístula perianal e na relação de contiguidade desta com o músculo formador do esfíncter anal, que é um verdadeiro tormento para os proctologistas pelo risco de lesão do esfíncter com aparecimento da incontinência anal.  

Equipamento adequado:


Tecnologia:

- Anuscopia de Alta – resolução: HPV
Tenho feito de rotina no acompanhamento dos pacientes tratados de HPV com o laser, a analise da pele das regiões que poderão conter o vírus do HPV nas suas camadas mais profundas. Esse exame tem grande importância para o prognostico e no diagnostico da forma mais frequente de apresentação clinica do HPV, que é a assintomática, isto é as pessoas tem os vírus morando na camada mais profunda da pele, porem não sem verrugas. Esse exame determinará a melhor forma de tratamento para cada caso. Se eu detecto pequenas áreas pela coloração, posso no mesmo tempo tratar com o laser, mas se forem grandes áreas, será melhor o uso de imunomoduladores.  


Anuscopia de alta resolução:


- Macroligadura elástica guiada por Doppler:
Essa técnica consiste em colocar os anéis elásticos sobre os vasos responsáveis pela formação das hemorroidas, só que em um ponto mais alto da mucosa retal. Eu tenho detectado detectado este ponto com o Doppler, sendo este o local escolhido para a colocação dos anéis elásticos.

Preparo do anel elástico:

Colocação dos anéis:


- Laser de CO2:
Tenho associado o laser juntamente com a anuscopia de alta-resolução para o tratamento do HVP e com a  ligadura elástica para o tratamento das hemorroidas internas de terceiro e quarto grau, na chamada hemorroidectomia hibrida.

laser e microscópio:



- THD:
o THD é uma técnica cirúrgica que tenho indicado para o tratamento das hemorroidas internas de grau III.
Hemorroida grauIV: Poderá ser associada ao laser para a retirada das pelinhas no lado de fora abertura anal que não serão retiradas pelo THD.


Técnica de THD:




Ligadura da artéria e redução do prolapso:



Acompanhamento:

Fone:
O paciente ficará com o telefone fixo e celular para manter contato, a hora que sentir necessário, muitos casos eu até combino o horário das ligações. 




Guia:
Os pacientes recebem um guia com todas as orientações comportamentais e nutricionais para um bom pós-operatório.


Guia: Dr Paulo Branco



Domiciliar:
Se necessário dispomos dos equipamentos especializados para um atendimento domiciliar, veja abaixo:

Domiciliar:








quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Cisto Pilonidal.

Cisto Pilonidal, cirurgia fechada com o laser, e acho a aberta um sofrimento para os pacientes com fotos e vídeos.


Video: Cisto pilonidal.



Duvidas: Nos envie a sua.
whatsApp: 995204135/987164052
e-mail: paulobranco@terra.com.br


Consulta interativa: afecção na imagem.



Clinicas:
- Proctologista na Lapa:
Fixo: 11-36728943
Móvel/whatsApp: 11- 986663281

Mônica: Lapa


- Proctologista na Vila Nova Conceição:
Fixo: 11- 38467973


Fatima: Vila Nova Conceição. 


- Proctologista no centro, Praça da Republica:
Fixo: 11-3331-7016


Renata:


- Definição e causa:
O Cisto Pilonidal que incide mais entre os 16 e 20 anos e a cada três homens para uma mulher, é formado geralmente por um trajeto fistuloso crônico e dois orifícios, localizados abaixo da pele da região entre os glúteos. A sua causa exata ainda não é conhecida e duas teorias tentam explica-la, a congênita e  adquirida, essa tem sido cada vez mais aceita, e defende que o cisto Pilonidal seria consequente da reação do organismo a presença de um pelo, que em vez de nascer para fora da pele, nasceu para dentro, funcionando como um corpo estranho ou consequente a inflamação dos folículos pilosos. Outros fatores envolvidos na causa do cisto, são a higiene pessoal, traumatismos na região sacral como no ato de dirigir, o aumento dos hormônios sexuais na puberdade e a obesidade.





- Tratamento
Técnica aberta:
Incisão e Curetagem: A técnica consiste na abertura por incisão de todo o trajeto fistuloso com posterior curetagem ou raspagem para remover todo o tecido inflamatório e pelos presentes no interior do cisto, expondo toda a sua parede posterior, mas sem retira-la. O cirurgião retira os bordos de pele da abertura, que poderá ser deixada aberta ou semifechada, o que tornará a ferida menor e poderá reduzir o tempo de cicatrização.
  

Não faço:



Técnica fechada: Laser de CO2.
A técnica fechada consiste na retirada total de todos os componentes do cisto. Eu faço a retirada do cisto com o laser sob anestesia local. Primeiro os meus pacientes fazem uma depilação com laser, cerca de 5 cm na volta do trajeto e dos orifícios, a seguir uso um guia metálico para identificar todos os componentes e a seguir retiro todo o Cisto Pilonidal com o laser e depois fecho toda a ferida com pontos e fios cirúrgicos especiais. Uso antibióticos adequados por 7 dias e os pontos são retirados geralmente de 7 a 14 dias.

Laser:
Fio especial para fechamento:
Ferida fechada:
Retirada dos pontos:
Final: Cicatriz

Klin e cols, utilizando o laser de CO2, observaram uma recorrência de 4,3% em 70 pacientes operados por essa técnica. Solla  & Rothemberger observaram um tempo médio de cicatrização de duas semanas pela técnica fechada.


Conclusão sobre as duas técnicas:

Na minha experiência a evolução dos meus pacientes com a técnica fechada a laser, ocorreu com uma qualidade de vida muito melhor que a técnica aberta, o retorno as suas atividades profissionais e escolares foi mais precoce, e sem aquela drenagem de líquidos e/ou secreção pela ferida cirúrgica aberta ou semiaberta, que incomoda profundamente os pacientes, principalmente por se tratar de paciente muito jovens e o maior tempo de cicatrização que poderá variar segundo trabalhos médicos de 3 semana a 9 meses. No entanto a taxa de recorrência foi de 13% para a técnica aberta, sendo similar a taxa encontrada na técnica fechada, 11%.