Seja bem vindo ao Blog da Saúde LGBT

Neste espaço o Dr. Paulo Branco ira continuamente publicar matérias além de responder duvidas
relacionadas a Medicina e Qualidade de Vida voltadas a população LGBT. Este espaço no entanto,
não substitui a consulta médica, que deverá ser feita pelo médico, no consultório, de corpo presente.



Alguns amigos e pacientes do Dr. Paulo Branco que inspiraram ele a fazer esse Blog.

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

domingo, 28 de dezembro de 2014

As 100 duvidas sobre sexo passivo, para todas as orientações sexuais, com fotos, videos, comentários e guia de saude.

As 100 duvidas sobre sexo anal para todas as orientações sexuais,  enviadas para o WhatsApp do proctologista, Dr Paulo Branco, com fotos, vídeos, comentários, e guia de saude.

Duvidas: Dr. Paulo Branco.
- WhatsApp: 
Tim: 98716-4052.
- YouTube: São 140 vídeos educativos.
Buscar: dr paulo branco.
- Site: www.proctologistalaser.wix.com/paulobranco.
- e-mail: paulobrancoprocto@gmail.com
- Fan page: www.facebook.com/drpaulobranco
- Agendamento:
Monica: 11-98666-3281.

Clinicas:
- Proctologista na Lapa:
Fones/whatsApp: 11- 986663281
- Proctologista na Vila Nova Conceição:
- Proctologista no Centro de SP – Praça de Republica.
-      Fone: 11 – 33317016

Dúvidas:

1- Gostar de sexo anal é doentio?
Resposta: Não você é normal. As preferências sexuais variam de pessoa para pessoa. Mas o sexo anal é uma pratica que atrai muitos homens e mulheres por vários motivos, tais como fantasia por um sexo melhor, a conquista pelo desconhecido, acham que ânus faz uma pressão maior no pênis do que a vagina, e sensação de poder pela posição clássica de quatro, entre outras. É a busca por novas fontes de prazer, mas o respeito  deverá está acima de tudo, inclusive pelas religiões e crenças.

2-  Gostar de fazer sexo anal com parceira quer dizer que sou homossexual?
Resposta: Não, nada haver. Homossexualidade é uma questão de preferencia sexual, de orientação sexual. É uma crença antiga e errada que relaciona a prática anal como exclusividade de casais homossexuais.

3- Se gostar de carícias no meu ânus que dizer que tenho tendência à homossexualidade?
Resposta: Não. Isso não quer dizer homossexualidade, nem bissexualidade. A pessoa só é considerada homossexual quando sente atração por outra pessoa do mesmo sexo. Carícias se fazem no ânus ou em qualquer outra parte do corpo e têm o mesmo significado: Carinho. A região anal, aliás, é uma área extremamente erótica – tanto para o homem quanto para mulher.

4- O que fazer para que a minha parceira tenha vontade e perca o medo do sexo anal?
Resposta: Em primeiro lugar procure obter o máximo de informações sobre o sexo anal, para depois conversar com ela, mostrando o que sabe, essa compreensão e dialogo são importantíssimos para o casal. Desta forma, ela poderá ficar à vontade e segura com você, e poderá aceitar o seu convite. Uma dica de alguém mais experiente, vá com calma, sem pressionar. Se ela confiar e aceitar a ideia, mesmo assim vá devagar, começando como todo passivo gosta, muito carinho, afeto, toque nos locais certos, sussurros no pé dos ouvidos, o que produzirá um uma entrega, com um relaxamento muscular adequado, inclusive dos músculos anais, e neste momento poderá acontecer a penetração, mas sempre que possível sobre o comando do passivo.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Respeite o tempo de relaxamento da musculatura perianal, porque se forçar poderá haver dor, e o passivo que já estava resistente ao sexo anal, desistir. Seja paciente, bom massageamento dos músculos esfincterianos e lubrificação adequada, e não esqueça do preservativo se o sexo for casual e para as relações recentes. 

5- Sexo anal poderá trazer algum problema para a saúde do meu parceiro?
Resposta: Os riscos de qualquer ferimento ou a presença de dor só ocorrerá se houver resistência ao ato. Se a pessoas estiver com medo, o ânus fica fechado e só será penetrado com força, o que leva a um tremendo incomodo ou à dor. Se feito com cuidado e com a lubrificação adequada, não fará mal e poderá ser uma alternativa excitante para a vida sexual do casal.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Atenção que só não poderá fazer penetração vaginal durante ou depois do sexo anal, sem antes lavar bem o pênis e região e trocar o preservativo.   

6- O que significa DST?
Resposta: DST é a abreviatura de Doença Sexualmente Transmissível, isto é, aquela cujo contágio se dá através do contato sexual com uma pessoa infectada. Existem vários tipos de DST e todas são conhecidas como doenças venéreas.
Exemplos de DST:
Gonorreia.
Sífilis.
HPV ( Verrugas).
Hepatite viral.
HIV

7- Essas doenças são transmitidas apenas pelo contato sexual?
Resposta: Embora sejam originalmente transmitidas pelo contato sexual,  ( sexo oral, vaginal, anal), o contágio pode se dar também através das transfusões de sangue, do parto, contato entre corpos, ou pelo uso de seringas contaminadas.

8- Quais os agentes causadores das DST?
Resposta: São muitos. Existem cerca de 20 agentes infecciosos que poderão ser causadores das DSTs. Alguns deles são vírus, como na AIDS e do Herpes, e não podem ser eliminados do organismo com medicamentos. Mas as DSTs mais comuns são a Gonorreia, Sífilis, Cancro Mole, Clamídia, que são causadas por bactérias e podem ser completamente curadas com o tratamento adequado.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Muitos pacientes chegam na minha clinica tomando vários antibióticos para tratar uma DST sem terem feito exames adequados para detectar o microorganismo causador da DST. Isso está errado, primeiro você deverá saber quem está causando a doença e testar a que medicamento será sensível.

9- As DSTs são mais graves para as mulheres ou para os homens?
Resposta: Não. Não existe diferença. Tanto para os homens quanto para as mulheres as consequências poderão ser graves e poderão deixar sequelas. Pesquisas indicam que as lesões que antecedem o câncer do colo de útero são cinco vezes mais frequentes nas mulheres com uma DST do que nas demais.  

10- As DSTs são graves para as gestantes?
Resposta: Sim. Se a gestante contrair qualquer uma das DSTs, deverá ser tratada imediatamente para evitar a contaminação do filho. Para as mulheres jovens que desejam ter filhos, a prevenção e o tratamento são fundamentais, pois algumas doenças, se forem adequadamente tratadas poderão determinar esterilidade e impedindo a gravidez. As crianças poderão nascer com algumas DSTs por terem sido contaminadas pelo sangue da mãe. 

11- As mulheres que tem relação anal devem fazer exames periódicos?
Resposta: O Papanicolau na região anal, não é pedido de rotina como na área ginecológica, porem para os pacientes da minha clinica que tiveram relação de risco, se tem ou teve verrugas genital e se é portadora do vírus HIV, eu faço a anuscopia de Alta Resolução e para casos suspeitos o Papanicolau.



12- As DSTs também trazem riscos para as crianças?
Resposta: Sim, as DSTs afetam gravemente as crianças, é a chamada transmissão vertical, que acontece da mãe para o filho, é uma das principais preocupações dos médicos em relação a infecção pelo vírus do HIV. Segundo dados do Ministério da saúde, cerca de 8% das gestantes soropositivas transmitem a doença para o bebê. A taxa é considerada muito alta, já que em países  de primeiro mundo este índice é quase nulo. A contaminação se da pelo sangue da mãe que percorre o corpo do feto. As principais são a AIDS e a Sífilis. Estas doenças podem causar deformações físicas e mentais que marcam o seu desenvolvimento pelo resto da vida.
Comentários: Dr. Paulo Branco

1- O preconceito e a falta de informação são alguns dos fatores que contribuem para o grande numero de bebês infectados pelo vírus da AIDS.
2- O tipo de parto mais indicado para evitar a infecção do bebe pelo HIV, irá depender do estado de saúde  da mãe.
Cesariana: Indicada em mães soropositivas, com carga viral > 1000 cópias/ml.
3- Taxa de transmissão do HIV da mão para o filho durante a gravidez, será de:
- A mãe soropositiva sem nenhum tratamento: 20%.
- A mãe realizando tratamento: < 1%.

13- As DSTs são doenças fáceis de se diagnosticar em proctologia?
Resposta: Nem sempre. Muitas não apresentam sintomas visíveis ou imediatos, necessitando de um diagnostico mais aprofundado, como a AIDS, por exemplo. A maioria, no entanto, poderá ser detectada através de exames clínicos, endoscópicos dentro do reto e na pele na volta do ânus pela  anuscopia de alta resolução com técnica de coloração especial. 
Comentário: Dr. Paulo Branco
Sempre avaliar a parte interna do canal anal.



14- As DSTs só afetam os órgãos genitais?
Resposta: Não. Além desses órgãos, muitas delas poderão atingir também o aparelho urinário, boca, ( mucosas), o ânus, reto, sistema nervoso central, ossos, pele, fígado e vários outros órgãos. A AIDS e a Sífilis, por exemplo, rapidamente atingem o sangue e são transmitidas pelas nossas secreções e pelo próprio sague. 

15- Uma boa higiene local pode evitar as doenças?
Resposta:  A higiene local previa será indispensável, além do uso da camisinha masculina ou feminina, sempre, para o sexo anal, vaginal e oral. A higiene, realizada antes e depois do ato sexual é muito importante como regra básica de saúde, mas apenas isso não é suficiente para se prevenir as DSTs.

16- O que fazer quando se suspeita de uma DST?
Resposta: Com certeza a primeira coisa a fazer será procurar ajuda de um profissional medico, sem tomar qualquer medicamento ou aplicar qualquer coisa na pele. Geralmente, em todas as opções sexuais, os pacientes tem vergonha de admitir um problema vindo de uma relação sexual, principalmente anal e uma DST, com isso postergam o diagnostico e o tratamento adequado para o seu caso, tornando muitas vezes a doença crônica ou aumentando bastante o numero de verrugas de HPV.  

Conclusões graves:
1- O mais grave é que por vergonha já tratei de muitos pacientes na minha clinica que continuaram mantendo relação sexual, contaminando outras pessoas.
2- Adoção do comportamento equivocado de desprezar o uso da camisinha, justificando que já tem a doença.
3- Ser contaminado por outros pacientes com outras doenças.

Comentário: Dr. Paulo Branco.
Dê sempre uma olhadinha nos genitais do parceiro, e se achar algo suspeito como verrugas, manchas vermelhas com bolinhas, secreção e odor. Pare e converse com o parceiro.

17- Quais os métodos corretos para se prevenir as DSTs?
Resposta: O uso do preservativos será o método mais eficiente existente para diminuir o risco de contaminação pelos vários microrganismos causadores das DSTs. É fundamental fazer exames periódicos de prevenção e consultar o medico uma vez por ano ou sempre que notar algo diferente nos genitais ou nas regiões perineal,  perianal e anorretal, como:
- Verruguinhas ou bolinhas;  
- Feridas;
- Corrimento;
- Coceira.



Comentários: Dr. Paulo Branco
1- Nenhum preservativo lhe garantira 100% de segurança em contrair uma DST.

2- Use a camisinha no tamanho ideal para o pênis do parceiro.
3- Use um bom lubrificante a base de água.
4- Você colocará o preservativo.
5- Você comandará o inicio da introdução, para ter certeza que o ativo está de camisinha, porque já ouvi de um ativo, sempre quando posso tiro o preservativo antes da penetração ou dou um pileque no parceiro e adeus preservativo.
6- Pacientes chegaram na minha clinica me pedindo para retirar o preservativo que tinha saído para dentro do reto. Fiz uma endoscopia e não achei nada, e perguntei se tinha controlado o inicio da penetração e a resposta foi NÃO, e na maior parte das vezes aconteceu na pratica do sexo casual, drogas e promiscuidade.  

18- Como evitar que a camisinha se rompa durante a relação sexual?
Resposta:
Alguns cuidados e causas: Fica experto e leia
- Lubrificantes errados que mudam a textura do preservativo; evite usar gordura, como vaselina ou óleos minerais derivados do petróleo, que diminuem a resistência do preservativo, feito a base de látex natural.
- Lubrificação anal e vaginal insuficientes ou inexistentes, causando atrito exagerado.
- Uso de dois preservativos superpostos, causando atrito e dor entre eles.
- Sexo prolongado que poderá levar à uma fricção excessiva e rompimento do preservativo.

19- Como então deverei usar a camisinha?
Resposta:
- A camisinha deverá ser colocada no pênis ereto, bem adaptado, sem folga e muito importante que seja colocada antes de ter havido qualquer tipo de contato genital, principalmente a penetração.
- Aperta com os dedos a extremidade da camisinha para que saia o ar, pois este espaço vazio é para o esperma se alojar apos a ejaculação.   
- Segurando pela ponta, desenrole a camisinha até a base do pênis, que deverá está sempre ereto.
- O tamanho da camisinha deverá ser adequado ao tamanho do pênis. Se pequena poderá romper e se for muito grande poderá ocorrer o vazamento do esperma.
- A retirada do preservativo deverá ser feita com o pênis ainda ereto.
20- Tenho muita vontade de praticar o sexo anal, mas tenho medo pela dor e além disso acho o pênis do meu parceiro muito grande?
Resposta: Muitos casais usam brinquedos eróticos antes da relação, adequados e de calibre progressivo até chegar ao calibre aproximado do pênis do seu parceiro, com relaxamento e lubrificação adequada. A maioria dos meus pacientes que tem parceiro fixo ou não e de opções sexuais  diferentes, praticam o sexo anal de forma prazerosa e sem dor, diferentemente da fama da dor que foi criada para o sexo anal. Se Você começar de forma adequada e contando com um bom desempenho de carinho e afeto do seu parceiro com certeza vocês descobriram uma fonte a mais de prazer praticando o sexo anal.

21- É verdade que a associação do HIV com o HPV é pior e aumenta o risco de câncer de ânus?
Resposta: O vírus HIV sede uma proteína para o HPV, tornando este mais agressivo e com maior poder de infectividade, e com estas características  poderá agredir mais as células e esta associado com um maior poder de causar a displasia, que é uma alteração nas células que poderá determinar o aparecimento do câncer do ânus que sabidamente tem uma incidência maior nos pacientes HIV positivos.

22- Porque os homens gostam tanto de sexo
anal?
Resposta: A nossa cultura valoriza muito esta parte do corpo: a nádega. Ao observarmos, veremos que existe um apelo muito grande da mídia do que é chamado de preferencia nacional. Isso está estampado nas bancas e capas de revistas, programas de auditório, novelas das 6,7,8,9 de todas as emissoras, a fazenda, Big Brothers, e filmes principalmente os eróticos. É um verdadeiro bombardeio erótico para todas as idades, parece até não haver mais censura se tornando uma preferencia nacional e mundial e explorada pelo mundo erótico de todas as opções sexuais. Essa exposição funciona como uma erotização e mantem a valorização do bumbum, sempre em alta. Outras culturas valorizam e erotizam-se  por outras partes do corpo como os seios, as pernas, etc. Por outro lado, existe o aspecto do ânus ser mais apertado do que a vagina, o que poderá proporcionar uma sensação mais prazerosa, o que também justifica a pratica e o gostar do sexo anal.



23- Por que dói?
Resposta: Existe um musculo formador do esfíncter anal,  chamado de Esfíncter interno cuja contração e relaxamento não obedecem ao nosso comando. Esse músculo deverá está relaxado no momento da penetração, se começar a dor a ser intensa é sinal que você não relaxou este músculo o suficiente, forcar só vai estirar mais as fibras do músculo com piora da dor, o que acontece é que com a pressão inicial o musculo primeiro irá se contrair para depois relaxar. Então uma pequena pressão com a glande ( cabeça do pênis)e masageamento delicado com os dedos ( unhas cortadas) determinará o seu relaxamento e penetração sem dor.

24- Tem como doer menos?
Resposta:
Tem:
- Boa lubrificação;
- Relaxamento do musculo formador do esfíncter anal;
- Paciente do ativo;
- Controle do passivo no inicio da penetração.



25- É comum pessoas colocarem objetos no ânus?
Resposta: Eu com frequência retiro objetos introduzidos no reto, como escova de dente, madeirinha do papel higiênico, desodorantes, com pinças através do anuscopio na minha clinica ou na residência dos pacientes. Os objetos foram introduzidos pelo paciente ou seu parceiro com fim puramente erótico. Acontece que são inadequados e poderão determinar ferimentos anorretais. Acontece que eu já vive todas as situações com diferentes tipos de objetos que tive de retira-los de forma simples ou tendo que fazer raquianestesia pelo tamanho do corpo estranho introduzido. Nesse caminho pude atender os mesmos pacientes algumas vezes, e o que percebi era que o tamanho do objeto aumentava até chegar a uma barra de ferro de academia. O ânus é delicado, sensível, único e portanto nunca será páreo para objetos inadequados. Você poderá praticar o seu erotismo sozinho ou com o parceiro ou parceira, mas com objetos adequados, macios de ponta romba e com a base larga para não ser aspirado para dentro do reto.
Comentário: Dr. Paulo Branco.
Não é bom retirar o objeto fazendo lavagens, principalmente com grandes volumes, porque o objeto subirá para o intestino grosso. Tem de ter calma e paciência, o medico e o paciente, se o objeto for muito grande será melhor fazer uma Raquianestesia , para um bom relaxamento da musculatura formadora do esfíncter anal e através de uma anuscopio se retira o objeto do reto.
26- Sexo anal faz mal para a saúde?
Resposta: Não faz, mas é necessário tomar alguns cuidados. Para aquelas casais que transam sem camisinha, ao praticarem o sexo anal é preciso usá-la. Devido ao contato do pênis com os microrganismos, como bactérias e fungos que vivem no ânus, inclusive nas fezes, poderão entrar na uretra e causar infecção da uretra e próstata nos ativos. Outro cuidado que deverá ser seguido será o de não penetrar na vagina após ter penetrado no ânus sem trocar a camisinha ou lavar bem o seu pênis ( para aqueles que gostam e insistem de não usar a camisinha).  

27- Sexo anal causa fissura anal?
Resposta: A fissura anal consequente ao sexo anal resulta de uma penetração sem um relaxamento do musculo formador do esfíncter anal  e lubrificação adequados. Geralmente é mais de uma e distribuída de forma radiada, enquanto a fissura comum é única.



28- Tenho fissura anal crônica e não estou conseguindo fazer o sexo passivo, como devo tratar?
Resposta: A fissura anal crônica e uma doença proctologica de tratamento cirúrgico. Faça a cirurgia e depois retome a sua vida sexual.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Esta tem sido a minha conduta para os pacientes tratados na minha clinica com a fissura anal crônica que poderam depois da cirurgia retomar a vida sexual. Esses pacientes tem uma hipertonia anal determinada pela pressão aumentada do musculo esfíncter anal, de modo que a penetração se tornará quase que impossível o sexo passivo. Tenho feito a retirada da fissura anal crônica e diminuição da pressão com o laser para não ter incontinência anal.

29- Fazer sexo com animais, esta pratica faz mal?
Resposta: Fazer sexo com animais se chama parafilia é  Zoofilia ou Bestialismo e trata-se de um transtorno da preferencia sexual. Praticar sexo com animais é o que da prazer aos praticantes da Zoofilia. Assistir cópulas de animais também pode ser fator de excitação para eles. Em algumas regiões, principalmente nas rurais, é comum pessoas que mantém relacionamento com animais. A penetração nestes casos terá os mesmos riscos de contaminação pelas fezes de outros parasitas próprios do intestino dos animais. O tratamento destas infecções é difícil e de longa duração. O uso da camisinha será indispensável. Geralmente a pratica desaparece quando o individuo inicia um relacionamento com humanos.

30- Fui operado de hemorroida, mas antes da cirurgia conseguia fazer sexo anal com o meu marido, depois da cirurgia consigo fazer muito pouco devido a dor e algumas vezes com sangramento, fui ao  proctologista mas ele nem me deu atenção e nem comentou sobre  o assunto, queria entender o que esta acontecendo?
Resposta: Você deve ter um estreitamento ocasionado pela cicatrização da ferida cirúrgica e uma pequena feridinha diagnosticada como fissura residual.  Casos como o seu pelo toque ao exame clinico eu procuro definir se a fissura anal residual  é decorrente de um estreitamento cicatricial ou um espasmo ou hipertonia do esfíncter anal, essa  conclusão definirá a conduta no tratamento. Se o diagnostico for bem feito o tratamento terá um bom resultado.  


31- Tenho fistula anal e sei que devo operar, consigo ter relação anal e vaginal, a fístula poderá aumentar com a relação?
Resposta: A fístula na fase somente do trajeto sem infecção não impedirá você de ter a relação anal, porem na fase de infecção muitos pacientes também conseguem a relação passiva mesmo que  um pouco dolorida. A fistula perianal não é causada pela relação passiva e nem aumentará com a relação.

32- Tive HPV anal e fui tratado com pomada, no momento estou com muita coceira e ardência, o meu medico falou que é da pomada, estou com duvida porque só piora com o uso da pomada?
Resposta: Os pacientes que foram tratados de Verrugas de HPV na minha clinica e começaram a ter coceira e drenagem de secreção após a retirada das verrugas eu realizei uma anuscopia de alta resolução e comprovei que estes sintomas são indicativos de retorno do HPV, tanto na forma microscópica, lesões esbranquiçadas como verrugas. As verrugas eu tratei com o laser e as manchas brancas indicativas do aumento na carga viral local eu tratei com pomadas que aumentam a carga de anticorpos no local, os linfócitos T.
33- Fazer lavagem interna do reto, a famosa chuca, antes do sexo anal é obrigatório?
Resposta: Será uma boa norma de higiene, se feita cerca de 1 hora antes da relação de uma solução que poderá ser adquirida nas farmácias, mas tome o cuidado de fazer com pequenos volumes de uma solução adequada, porque lembre-se que bastará limpar somente o reto, se injetar grandes volumes, esse será aspirado para o intestino grosso e poderá descer na hora da relação o que será extremamente desagradável.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Os gays realizam rotineiramente a chuca antes da relação anal, a maioria refere êxito e outros reclamam da surpresa desagradável na hora da relação e muitos referem que o habito intestinal de ir ao banheiro é o suficiente.

34- O vírus da AIDS poderá ficar no canal do pênis?
Resposta: Pode, mas sempre em secreções, por isso o esperma e mesmo o liquido pré- ejaculatório que poderá drenar somente com a excitação para fora, poderão conter o HIV, por isso o aconselhável será colocar o preservativo desde o inicio da ereção.



35- O homem que gosta de ser acariciado no ânus é homossexual?
Resposta: Não. Isso é mito. A região do ânus é ricamente enervada e com uma vasta rede de vasos sanguíneos, o que torna esta região muito sensível e prazerosa, tanto no homem quanto na mulher. Muitos homens ficam angustiados por descobrirem que ao acariciar o próprio ânus sentem prazer, e por isso acham que são homossexuais. Não necessariamente. A homossexualidade consiste no desejo pelo mesmo sexo. Esses homens não tem nenhum desejo por outro homem, não querem sair com homens, mas sofrem por causa dessas idéias preconceituosas no nosso meio. Essa prática é muito comum  para alguns casais, na qual o homem pede para a parceira penetra-lo com um vibrador, por exemplo, e não passam pela cabeça deles ser penetrado por homem.  

36- Morro de medo de praticar sexo anal, mas meu namorado insiste. Como eu faço para relaxar?
Resposta: O primeiro passo será verificar se há uma cumplicidade entre o parceiro e você. Ele precisará ir devagar, com calma e paciência. Ele tem de esta disposto a parar assim que você pedir, caso você desista na metade. Uma música, um local adequado, muitas caricias, muito lubrificante e uma posição sexual que a deixe relaxada vão ajuda-la a relaxar nesta pratica sexual.   

37- Sou gay e só gosto de praticar o ativo, tenho de ceder  aos pedidos do meu namorado que também gosta de ser ativo?
Resposta: Seja sempre franco consigo mesmo e com o seu parceiro. Essa será a melhor maneira de levar uma vida sexual realmente prazerosa e saudável. Eu sei que não é nada fácil estabelecer limites, ainda mais quando a gente gosta muito da outra pessoa e não quer desagradá-la. Mas é preciso lembrar que cada um deve se respeitar antes de tudo. Ceder para satisfazer aos desejos do outro é uma decisão bem perigosa, e dificilmente assim a pessoa relaxa e curte aquele momento. Sexo é para ser gostoso para os dois e não para um só.

38- Doutor a mulher tem um risco maior de contrair uma DST que o homem em uma relação heterossexual?
Resposta: Sim. Pela anatomia dos órgãos genitais da mulher, as suas chances são maiores de contrair uma DST.





39- Sexo anal causa hemorroida?
Resposta: Não. As hemorroidas são vasos dilatados, varizes, agora se você tem hemorroida e esta sintomático, sangramento, ardência o a relação anal poderá piorar pelo atrito e pior ainda se feito sem uma lubrificação adequada.

40-  Porque a próstata é sempre mencionada durante discussões sobre o sexo anal?
Resposta: A glândula prostática é sempre citada porque ela está ligada ao prazer do homem quando pratica o sexo anal ao ser penetrado. Essa glândula é ricamente inervada o que a torna muito sensível quando tocada. A sua localização a torna facilmente acessível durante a relação anal, pela manipulação com os dedos, brinquedos, vibradores e o pênis ( ver a figura ). Para muitos representa o ponto G dos homens.
Comentário: Dr. Paulo Branco
A próstata não cresce e não se transforma em tumor benigno ou maligno pela sua manipulação ou pelo contato como pênis.  



41- A masturbação da próstata com brinquedos pelo ânus produz excitação para o passivo?
Resposta: Sim. Mas use brinquedos eróticos adequados, de bordo rombo, feito de material para  massagear e não traumatizar. A Próstata esta na parede anterior do reto, há cerca de 5cm da abertura anal, portanto exigirá delicadeza para não produzir ferimentos na mucosa anorretal e próstata.

42- Posso ficar sem sensibilidade anal se usar um vibrador?
Resposta: Se usado adequadamente e com muita lubrificação, não haverá qualquer prejuízo, tanto para a sensibilidade como para a incontinência anal que é a capacidade de reter gases e fezes.

43- Qual a melhor forma de dilatar ou alargar o ânus e não sentir dor?
Resposta: Não existe uma receita para todos. O tempo par que o musculo anal relaxe e se tenha uma boa dilatação da abertura anal para uma penetração sem trauma, esta entre de 2’a 4’, o que será obtida com um bom massageamento anal. Muitos casais fazem a dilatação com brinquedos de calibre progressivo e com muito lubrificante, para depois realizarem a penetração. O mais importante é o dialogo e a compreensão do ativo.

44- Após a ejaculação dentro do ânus o que acontecerá com o sêmem?
Resposta: O sêmen será destruído pelo organismo no reto, ou será eliminado na próxima evacuação. Ele só representará um risco se o homem que ejaculou for portador de uma DST como o HIV.

45- A pratica de acariciar o ânus com a língua tem riscos?
Resposta: Seja anilíngua ou sexo oral-anal, a idéia disso poderá enjoar uns ao mesmo tempo em que excitará outros. A pele ao redor do ânus estendendo-se até o escroto é rica em terminações nervosas que, quando estimuladas com um dedo ou com a boca lhe darão muito prazer. Esses nervos também causam a contração dos esfíncteres anais aumentando o prazer. A anil íngua poderá ser um prelúdio a penetração anal ou apenas um prolongamento à felação, enquanto você avança com a língua por outras regiões. Como em toda relação sexual ter um parceiro limpo será sempre ótimo. Alguns gostam de manter a região anal e perianal sempre limpa com duchas ou através de um enema antes da anilíngua, mas o liquido poderá vazar causando uma situação muito pior. Recomento que a região seja limpada com  um pano macio e úmido ou com um produto especial para isso. Evite limpar com o papel higiênico molhado que deixara pedacinhos indesejáveis ao redor do ânus, o que o seu parceiro não achará nada interessante. Evite usar perfumes que poderão lhe da uma dermatite alérgica, assim como as depilações de ultima hora que poderá dar cortes e esfoliações.
Transmissão de DSTs pela pratica da anilingua:
-      HIV muito baixo: Não há relato de caso medico na literatura.
-      Hepatite A/B: Sim.
-      Hepatite C: Não se tem certeza.
-      Parasitas: podem.
Giárdia, ameba, Salmonela e Shiguela.

46- O prazer do sexo anal é igual para homens e mulheres?
Resposta: O prazer não vem somente pela penetração. Ele depende do estado emocional das pessoas envolvidas naquele momento. Sentimentos negativos como medo, mágoas, rejeição, entre outros, levarão ao bloqueio do prazer. Em relação a gênero masculino e feminino, o prazer poderá ser o mesmo ou mais intenso para um dos lados dependendo do grau de entrega, do vinculo afetivo, da capacidade de se erotizar, do tesão e, sem dúvida, da fantasia e da imaginação.

47- A camisinha feminina poderá ser usada no sexo anal?
Resposta: Não deverá ser usada, porque foi dimensionada e projetada para o sexo vaginal. Ela poderá ficar muito solta no pênis, o que facilitaria a sua saída até penetrar totalmente no ânus.

48- Porque as pessoas querem sexo anal e não ficam só praticando o sexo vaginal?
Resposta: A busca de novas formas de prazer é muito é muito comum e faz parte das fantasias de homens e mulheres. A decisão da prática ou não é pessoal e depende da cultura e dos valores de cada um. Para o homem, por outro lado, existe o aspecto do ânus ser mais apertado que a vagina, o que proporciona uma fantasia de ter maior prazer e também de maior poder no jogo sexual, que também justificaria tal prática.

49- Tenho um estreitamento anal após tratamento de câncer de próstata que me impede de ter relação anal. O senhor já tratou de algum caso?
Resposta: Já tratei de pacientes com estreitamento anal causado pela Radioterapia para o tratamento do câncer de próstata. Esse estreitamento quando esta junto com uma inflamação do canal anal, diagnosticado como proctite torna o resultado do tratamento cirúrgico mais difícil. Em alguns pacientes realizei a esfincterotomia associada a pomadas com ação antiinflamatorio local que poderam retornar a sua vida sexual.

50- Tenho uma dor insuportável em um local dentro do ânus, próximo a abertura anal que consigo tocar. Confesso que estou sem vida sexual por gostar e me da muito prazer a relação anal. Tenho colocado pomada mas não altera nada, a penetração naquele ponto me causa dor e as vezes sangramento. Gostaria muito de ser examinado e tratado na sua clinica, para poder retomar a minha vida sexual?
Resposta: Já tratei de casos como o seu, e o achado endoscópico foi uma pequena ulceração na mucosa do reto. A minha conduta foi a retirada da ulceração, com sutura da mucosa. O resultado foi bom. 

51- Meu marido gosta da pratica do sexo anal, porem faço para satisfaze-lo, pois não me dá muito tesão, preciso quase sempre de uma ajudinha de um filme erótico, o que posso fazer para melhorar ou aumentar essa vontade?
Resposta: Os homens na busca de novos  prazeres  e versatilidade das opções anal e vaginal gostam muito da relação anal, parece fazer parte das suas fantasias eróticas se não da sua formação erótica. As mulheres gostam menos da relação anal que os homens e muitas aproveitam o embalo dos filmes eróticos que os homens adoram e conseguem satiafaze-los.
Brinquedos eróticos, caricias, anilingue poderão despertar aquele tesão e rolar o clima.

52- O sexo anal causa câncer de ânus?
Resposta: A relação  anal poderá determinar, porem é mais frequente nos pacientes HIV e nos  promiscuis com DST que não tratam como o HPV.

53- Doutor sou adepto do swing, onde rola muito aquela pegação e manipulação com os dedos, poderá haver contaminação por uma DST?
Resposta: Os dedos sujos por secreção poderão transmitir DST, e não esqueça que as DSTs são mais frequentes na promiscuidade.

54- Quando pratico o sexo anal, só coloco a camisinha quando estou para chegar ao orgasmo, porque o tesao é maior  por ser mais apertado e a camisinha me tira esta sensação, corro riscos de contrair uma DST?
Resposta: Corre o risco de contaminar e ser contaminado por DSTs de pele como o HPV e o HIV pela secreção pré-ejaculatória. A orientação correta para proteger você e o parceiro será colocar o preservativo quando o pênis estiver ereto.

55- Doutor  contrair HPV e gonorreia e já realizei varias tratamentos sempre com pomadas, porem o meu anus ficou com a pele branca, que deixa muito constrangido, e o meu medico fala que não tem tratamento, o que devo fazer, poderia me examinar  na sua clinica?
Resposta: Esta pele branca chama-se Leucoplasia e somente a sua retirada cirúrgica poderá resolver. Já tive pacientes com Leucoplasia consequente ao uso de pomadas, somente a retirada cirúrgica resolveu.

56- Meu namorado tem herpes nos lábios e ontem me acariciou na região anal com beijos, pode ter me passado a doença?
Resposta: Na fase das bolhas a transmissibilidade é maior, porem o vírus poderá ser transmitido mesmo sem as bolhas, depende da sua carga ou numero no local.

57- Praticamos sexo anal e o meu marido já foi tratado de verrugas na cabeça do pênis, e no momento não apresenta verruga, porém eu estou com verrugas na pele na volta do meu ânus. Não tive relação com outra pessoa, pode ser do meu marido, como?
Resposta: O seu marido deverá fazer uma analise endoscópica da uretra peniana, para saber se o HPV não está dentro da uretra no pênis.

58 - Sou soropositivo e no memento tenho carga viral indetectável, estou com namorado recente e muito apaixonado, posso transar sem p preservativo?
Pergunta feita por e-mail.
Resposta:
Os pacientes diagnosticados e que tomam os antirretrovirais logo atingem a chamada carga viral indetectável, o que significa que a quantidade do vírus existente no sangue não é mais detectada pelos exames, é o que acontece com 70% dos brasileiros HIV positivos e sob tratamento. Nunca foi documentado nenhum caso sequer de transmissão do vírus por quem está nessas condições.
Conclusão:
Dois estudos, HPTN052 e Partner, analisaram mais de 2 mil casais sorodiscordantes ( em que só um dos parceiros é positivo) que não usam camisinha em todas as relações sexuais e confirmaram essa realidade. Estima-se para quem tem carga viral indetectável, o risco de transmissão é reduzido em pelo menos 96%.

59- Tenho tido problemas com fissuras anais. Fiquei algum tempo sem ter relações sexuais, mas atualmente estou com alguém, e fiquei com fissuras muito doloridas. Tratei com pomadas e mudança na alimentação, mas elas voltaram. Andei lendo artigos que diziam que levam de 10 a 15 dias para as dores melhorarem, isso é verdade?
Resposta: As fissuras decorrentes da relação, geralmente são múltiplas e estão relacionadas com uma lubrificação inadequada e um esfíncter anal hipertônico ou muito contraído. Geralmente cicatrizam com pomadas que atuem diminuindo a pressão no esfíncter. Na relação respeite o tempo de relaxamento do esfíncter anal, 2’ e use lubrificante a base de água. A dor desaparece com a cicatrização das fissuras.


60- Pessoas com fissura, as minhas parecem as agudas, conforme li no seu blog, podem fazer sexo anal normalmente, quando estão sem elas?
Resposta: Você falou bem. A fissura anal é uma porta de entrada para os microrganismos das fezes e para as DST ( doença sexualmente transmissíveis), e por isso a relação passiva deverá ser evitada para proteger a sua saúde. As fissuras agudas respondem bem ao tratamento com pomadas. Uma vez a fissura cicatrizada, você poderá levar uma vida sexual normal.

61- Doutor, tenho uma relação sadomasoquista e gostaria de saber se a pratica do fisting anal, que é a introdução da mão até o punho no ânus. Gostaria de saber se altera o formato deste, se causa alguma doença??..... se após o fisting o ânus não volta a ter a mesma elasticidade...No popular, gostaria de saber se vou deixar de ser apertado. Obrigado, desde já.
Pergunta enviada por e-mail.
Resposta:
Acompanho pacientes praticantes do fisting, e posso te falar que não vi alteração na arquitetura ou estética  anal, porem tenho pacientes com diagnostico de fissura anal traumática, úlcera solitária de reto, DST e incontinência anal leve e moderada ( eliminação de gases e secreção). Não tive nenhum paciente com incontinência anal severa ( eliminação de fezes).
Comentário: Dr. Paulo Branco
Os pacientes praticantes do fisting , eu faço o acompanhamento através de exames que me fornecem dados sobre a integridade e função dos músculos anais, envolvidos responsáveis pela continência anal.

62- Sou gay, 55 anos, resido em Alagoas e há 10 anos tenho o diagnostico de Retocolite Ulcerativa Inespecífica (RCUI), tratada com mesalasina oral e supositório e sofro com uma fissura anal que o meu medico me falou que é crônica. Estou tratando com pomadas, porem não vejo melhoras. Essa ferida atrapalha um casamento de 10 anos, pois não consigo fazer o passivo. Leio os suas matérias e gostaria de tratar com o senhor em São Paulo, será possível?
Resposta:
A forma de tratamento definitiva para a fissura anal crônica, é a cirurgia que consiste na retirada da pelinha que a circunda ( plicoma sentinela), a ferida que é formada por um tecido endurecido associando-se a diminuição da pressão do músculo esfíncter anal interno, chamada de esfincterotomia. Já realizei esta cirurgia que cicatrizará a fissura com plena possibilidade de você retomar a sua vida sexual e salvar o seu casamento.  

Comentário: Dr. Paulo Branco
O momento que eu operei esses pacientes som RCUI, foi sempre fora da fase aguda da doença, e nunca quando há uma proctite. 

63-  Hemorroida poderá piorar com a pratica do sexo anal?
Resposta: Na fase sintomática das hemorroidas, ardência, sangramento não tenham relação anal, porque só vai piorar.

64-Tenho o diagnostico de proctite, posso praticar o sexo anal?
Resposta: A proctite é uma inflamação da mucosa anorretal que poderá ser inclusive infecciosa nos praticantes da relação passiva. Muitos pacientes com proctite infecciosa, eu tenho primeiro tratado a proctite com antibióticos adequados para depois libera-los para a relação sexual passiva. 

65- Tenho sangramento constante por hemorroidas internas de terceiro grau, já realizei tratamento com dieta rica em fibras, ingestão de água, medicamentos de uso local e oral e sempre os sintomas voltam. A cirurgia esta indicada para o meu caso, e qual seria a melhor técnica considerando que eu adoro ter relação anal com o meu marido?
Resposta: Eu tenho realizado o THD, pela ausência de cicatrizes e o não comprometimento da abertura, arquitetura e da estética anal.

66- Pratico o sexo anal e me foi indicado o tratamento com a  ligadura elástica, poderei continuar tendo relação anal?
Resposta: Continuará porque é um procedimento feito dentro do reto, sem cicatrizes, espera por duas semanas para retomar a sua vida sexual.

67- A relação anal poderá deformar a abertura anal e deixar o ânus meio aberto?
Resposta: Poderá acontecer, principalmente se houve alguma relação traumática, introdução forte, no chamado sexo forte consentido. Já tive paciente com musculo anal hipotônico e anus um pouco aberto e com antecedente de relação traumática. O exame de toque já permite a identificação de um músculo hipotônico, que deverá ser complementado por exame dirigido para a função muscular e condução nervosa para o anus e reto. 

68- Tenho o habito de limpar varias vezes a região anal, perianal e perineal, quando vou ter relação anal, posso ter algum problema?
Resposta: Evite a limpeza excessiva, que retira uma camada de gordura que atua isolando a pele perianal dos microrganismos da própria pele e das fezes que poderão infectar a pele perianal.

69-Contrair HPV na relação anal. Uma vez no meu organismo eu sempre terei a doença?
Resposta: Se não ocorrer a replicação ou multiplicação, o vírus permanecerá no organismo inofensivo ou latente e portanto sem causar as verrugas.

70- Tive uma relação anal de risco na balada e ainda percebi verrugas no pênis dele. Quanto tempo levara para o aparecimento        das verrugas de HPV?
Resposta: O período de incubação poderá demorar de 4 a 8 semanas até 6 a 7 meses e o seu aparecimento tem uma relação direta com a resistência imunológica dos pacientes. Em alguns pacientes poderá levar anos para se manifestar.

71- Sou homossexual e tratei de HPV perianal, queria saber quais sintomas indicam o risco de retorno da doença e quais exames devo fazer no controle?
Resposta: Prurido ou coceira anal crônica, imunodeprimidos, portadores do vírus HIV, homossexuais do sexo masculino e para o controle de pacientes que retiraram cirurgicamente as verrugas perianais a retal.

72-Sou Bissexual e tive contato sexual, ativo e passivo com uma pessoa que teve verrugas de HPV. Queria saber se todos os pacientes infectados formarão as verrugas?
Resposta: Não. A forma mas frequente ou comum de manifestação do vírus é a subclínica ou assintomática na qual o vírus habita a camada mas profunda da pele não formando as verrugas que acomete 10% dos pacientes infectados.
Comentário: Aqui reside o grande problema. Você poderá está correndo risco com aquele Deus grego ou aquela princesa, portadores do HPV, então até conhecer melhor use a camisinha.

73- Queria saber porque as verrugas de HPV são mais frequentes entre homens que fazem sexo com outros homens?
Resposta: São mas frequentes na relação anal passiva, onde a solução de continuidade criada na pele pelo atrito é maior, o que favorece a penetração do vírus na pele, sua instalação e multiplicação na camada mais profunda da pele, chamada de basal, nesta camada não causará as verrugas, mas você terá os vírus.

74- Sou praticante do sexo anal quase que diariamente com o meu parceiro, sou HIV+ e venho lutando contra verrugas no meu ânus, o que acontece?
Resposta: A incidência do HPV em pacientes HIV vem aumentando nos últimos anos principalmente quando os pacientes apresentam níveis de anticorpos chamados TCD4 abaixo de 500/uL.
Atenção: O Vírus HIV sede uma proteína para o vírus  HPV, tornando este mais resistentente aos anticorpos e maior poder de multiplicação o que torna o retorno das verrugas com maior frequência. Eu gosto de prescrever medicamentos que aumentem a resistência geral e local para os meus pacientes com HIV e HPV simultaneamente.

75- Qual o risco de contrair o HPV, em uma relação anal?
Resposta: Em uma relação que não seja de risco, como na promiscuidade, não uso do preservativo e sexo casual desprotegido o risco será BAIXO. Em 90% dos casos os vírus são destruídos pelos seus anticorpos e não reproduzem a doença clinica ( Verrugas ) que ocorre em 10% dos pacientes contaminados.
76- Sou gay e após ter relações anal com um namorado recente me apareceu uma mancha vermelha no pênis, queria saber se poderá ser HPV?
Resposta: As verrugas de coloração esbranquiçada únicas ou múltiplas e de superfície rugosa foi a forma de apresentação clinica mas frequente da infecção pelo HPV, tanto peniana, vaginal ou anal, mas poderá aparecer na forma de manchas avermelhadas e mas raramente na forma infecciosa como uma fístula.

77- Na sua clinica em que tipo de pratica sexual o HPV foi mais frequente ?
Resposta: Em homens que praticam   o sexo anal com outros homens.
Comentário: Tenho observado na minha clinica, que nos pacientes com HIV as verrugas estavam localizadas dentro do canal anal em mas da metade dos casos e em muitos destes casos essas verrugas não foram diagnosticadas e tratadas em outras clinicas. Lembrar que essa observação é de grande importância clinica pelo fato do câncer anal tem uma frequência maior nos pacientes com HPV e HIV.

78- Estou na terceira idade, e já tive gonorreia e verrugas no ânus. Gostaria muito de tratar as verrugas e conversar com o senhor, que tem experiência para evitar essas doenças?
Resposta: Aumentaram as DSTs na terceira idade, principalmente a AIDS, e os motivos principais foram a falta de habito em colocar o preservativo, a instabilidade emocional, e o uso dos medicamentos para a ereção. Tenho tratado as verrugas com o laser e prescrito medicamentos para melhorara a resistência imunológica nos idosos. 

79-Tenho 75 anos e retirei verrugas há dois meses que contrair por uma relação anal em sauna gay sem camisinha. No momento estou com muita coceira e drenando um liquido branco, sem cheiro o que devo fazer?
Resposta: A coceira ou prurido anal em quem já retirou as verrugas poderá ser um sintoma indicativo de infecção assintomática da doença. Casos como o seu eu faço uma anuscopia que se negativa para HPV, solicito a colposcopia anal.

80-Tratei as verrugas dentro do ânus com pomada o que não resolveu e estou com muita dor as evacuações e sangramento, qual a sua orientação?
Resposta: Você poderá esta com uma proctite ( inflamação do ânus )ou um estreitamento anal consequentes ao uso da pomada.
Comentário: Se o grau de estreitamento anal for leve, uma reeducação alimentar com 30gr de fibras associada a 2l de água estará indicad, se for moderado eu algumas vezes associo a dilatação anal com instrumento adequado. No estreitamento severo eu prefiro a cirurgia com o laser.

81-Fui operado de um grande condiloma anal que o medico diagnosticou como acuminado há quatro meses e fiquei com um estreitamento anal severo
que o medico optou pelo tratamento clinico, esta correto?
Resposta: O estreitamento anal decorrente de uma cirurgia , geralmente é por cicatriz. Um exame clinico através do toque, já diferenciará se o estreitamento é por cicatriz ou por hipertonia do músculo esfíncter anal. No músculo contraído, pomadas especificas poderão resolver, porém se houver cicatriz ou uma fissura associada, passará a ser de tratamento cirúrgico.

82-Estou com fissura anal e verrugas posso fazer o tratamento com o laser das duas doenças?
Resposta: Tenho feito as duas cirurgias ao mesmo tempo. O detalhe é que atualmente tenho tratado as verrugas de HPV  usando simultaneamente o laser e a anuscopia de alta – resolução.  A fissura anal de tratamento cirúrgico é a fissura  crônica e consiste em diminuir a pressão do esfíncter anal interno que eu prefiro fazer através de uma pequena incisão feita lateralmente a abertura anal o que tornará a cirurgia menos agressiva e a recuperação menos dolorida para os pacientes no pós-operatório.

83-Retirei as verrugas perianais e de grandes lábios da vagina posso ter relação sem risco de contaminar o meu parceiro?
Resposta: Se você fez um bom controle e não apresenta as verrugas de HPV poderá ter a relação e se surgir alguma duvida use a camisinha.
Comentário: Já tive vários pacientes para os quais o medico proibiu a relação anal para sempre. Não penso assim e acho que o objetivo do tratamento será de fazer o paciente retornar a sua vida sexual normal.

84-Sou HIV positivo e o meu namorado tem fimose e tratou uma verruga no pênis com pomada, corro risco?
Resposta: Não indico esta forma de tratamento com pomadas. É conhecido que a recidiva ou retorno do HPV é mas frequente em pacientes com fimose porque o excesso de pele criará um meio propicio para a multiplicação viral. A minha conduta é retirar a verruga e o excesso de pele com sob anestesia local. É uma cirurgia que eu realizo frequentemente com o laser.

85- Doutor percebi algumas verruguinhas próximas ao ânus e morro de vergonha de ir ao medico, por favor me oriente?
Resposta: Muitos pacientes morrem de vergonha de ir ao medico, principalmente se o medico for um proctologista e a doença for uma DST. O medico tem de entender, tranquilizar e esta junto do paciente para diagnosticar e tratar a doença.
Possivelmente você tem o HPV perianal que poderá ser diagnosticado e tratado com tranquilidade.
Comentário: Essa vergonha de ir ao medico só será benéfica para o HPV e com certeza atrasará em muito o seu tratamento.

86- Doutor eu e meu marido temos muita vontade de começar a ter relação anal, porem ele não tem muita paciência e acabo tendo muita dor, qual a sua orientação?
Resposta:
- Ouça seu parceiro e respeite as suas vontades;
- Se doer, ou perceber um sangramento, pare imediatamente;
- Sempre use camisinha, mesmo quando houver apenas contato superficial;
- Proteja-se de dedos com unhas longas e sujos com secreções,
- Se usar brinquedos nas preliminares, não use os mesmos que o seu parceiro;
- Controle o seu marido para que haja um relaxamento adequado dos músculos formadores do esfíncter anal, relaxamento obtido com um massageamento delicado, antes da penetração;
- Controle o inicio da penetração, porque o ativo muitas vezes não tem paciência e delicadeza e poderá machuca-la.

87- Tenho pelinhas na volta da abertura anal e morro de vergonha de ficar na posição sexual que eu mais gosto de ter relação com o meu marido. Uma amiga minha foi operada na sua clinica com laser e eu gostaria de resolver esse problema?
Resposta: Essas pelinhas, conhecidas também  como Plicomas, são muito constrangedoras para os praticantes do sexo anal. A sua retirada é simples, que eu realizo na clinica sob anestesia local. Seguramente é a cirurgia que eu mais realizo com o laser na minha clinica.  

88- Estou preocupado porque no pênis do meu marido apareceram uma bolinhas pretas, que o medico falou que era molusco contagioso. Depois disso não tivemos mas relação vaginal nem anal. É contagioso?
Resposta: Essas bolinhas, geralmente de cor escura, são características do Molusco Contagio. É uma doença sexualmente transmissível que deverá primeiro ser tratada pela retirada dessas bolinhas para depois você continuar a sua vida sexual. Eu tenho retirado essas bolinhas com o laser sob anestesia local.

89- Temos o habito de introduzir dedos e brinquedos no ânus e vagina, tem risco de pegar uma DST?
Resposta: Dedos e brinquedos sujos de secreções poderão transmitir DSTs na vagina ou no ânus.

90- Sou gay e faço mais passivo. Tenho fissura anal aguda e o meu medico me sugeriu tratar com o Botox, qual a sua experiência?
Resposta: Na pratica eu prefiro o tratamento clinico, com uma alimentação com fibras, 30gr/dia associada a ingestão de 2l de líquidos por dia e medicamentos na forma de pomadas que relaxam o musculo formador do esfíncter interno. Os casos que eu fiz o Botox o resultado foi bom, porem demorou muito pouco tempo.
Entendendo: O Botox atua diminuindo a pressão do musculo anorretal.

91- Dr gosto de me masturbar com objetos e brinquedos e de fazer sexo anal, porém notei que o meu ânus está mais aberto, o que têm me deixado bastante constrangida, tem como resolver?
Resposta: Já tratei de casos como o seu, será fundamental o exame clinico para estabelecer o grau de contração dos músculos anais e um exame para medir a força de contração desses músculos. O exame clinico somado as medidas das pressões dos músculos anais determinaram qual o melhor tratamento a seguir.

92- Após o parto normal fiquei eliminando gases e secreção, e não consigo ter relação anal com meu marido, preciso resolver com urgência esta situação, para retomar a minha sexual, que esta me deixando muito deprimida, já tratou de um caso como o meu?
Resposta: O que você tem é uma incontinência anal. A principal causa é obstétrica, como há uma desproporção entre a cabeça da criança e a abertura do canal vaginal, de modo que o obstetra tem de cortar a vagina e acaba cortando também o musculo anal responsável pela continência. O seu caso é de tratamento cirúrgico, mas será fundamental a realização de exames para saber o ponto exato onde ocorreu o corte do musculo anal. Neste ponto será feita a cirurgia para tratar a incontinência anal. É uma cirurgia que geralmente da bom resultado nas mãos de proctologistas experientes.
Comentário: Dr. Paulo Branco
Incontinência anal:
- Gays: Um estudo médico com homens que fazem sexo anal passivo mostrou que 25% deles sofreram alguns episódios isolados de incontinência fecal.
- Heterossexuais: Um grupo similar de homens heterossexuais  na mesma faixa etária alcançou uma taxa de apenas 3% e incidência de incontinência anal.
- HIV: A incontinência anal subiu para 50%, consequente a um maior afrouxamento dos músculos anais nestes pacientes.
Comentário: Dr. Paulo Branco
A incontinência anal poderá acontecer pelos traumatismos repetidos da relação sobre o musculo esfíncter interno do ânus.

93- Sou gay e estou tratando de uma fístula perianal com o fio de Seton, já fazem 6 meses e não vejo melhora, drena secreção, o fio dói e a relação anal se tornou impossível. Li no seu blog que não indica este fio e também vi que já retirou alguns destes. Doutor sei que o senhor trata os gays há alguns anos e pode me entender, preciso marcar uma consulta e se possível já retirar este fio, é possível?
Resposta: Já tratei vários pacientes com este seton. É simples eu retiro o fio ou seton juntamente com a fístula e você retomará a sua vida, inclusive a vida sexual.

94- Tenho relação anal quase diária, e uma dor e a sensação de ardência, e evacuação incompleta. Passei em vários proctologista, mas não entendi, gostaria de ser consultado pelo senhor e entender?
Responder: vamos começar pela sensação de evacuação incompleta, que se chama em medicina de anismo. O que ocorre no anismo é que a musculatura estriada do ânus em vez de está relaxada para o esvaziamento retal, ela está contraída, o que dificultará o esvaziamento do reto, dando a sensação de esvaziamento incompleto e como ocorre das fezes forcarem um ânus semiaberto para saírem, acabam por traumatizar a mucosa anorretal determinando uma Proctite o que justifica a ardência por você referida.  A relação anal diária poderá piorar a inflamação local, a proctite, mas não será a sua causa. Casos como o seu eu costumo solicitar exames específicos para avaliar a função dos músculos anais, e prescrever pomadas para relaxar essa musculatura o que acabará com a sensação de evacuação incompleta.
Relação anal: No anismo você terá de ter um grande relaxamento da musculatura perianal,  uma boa lubrificação, e um dialogo com o ativo que terá de ter cuidado para não machuca-lo.  Se você sentir dor, recomece e se a dor persistir deixe o sexo passivo para outro momento.

95- Retirei as verrugas de HPV, quanto tempo depois poderei ter relação anal?
Resposta: Após a cicatrização das feridas cirúrgicas na pele perianal e na mucosa anorretal. Na minha clinica eu faço o acompanhamento através da anuscopia de alta resolução com corantes especifico para avaliar a carga viral nos locais, se tudo estiver bem, libero para as atividades sexuais.

96- Doutor tenho uma relação estável, fiel mas estou com verrugas anais, devo falar com o meu parceiro?
Resposta: Falar imediatamente, porque deixar para depois só irá piorar as coisas e o dialogo ficará cada vez mais difícil. Geralmente eu peço para o parceiro vir na próxima consulta, para que eu possa examina-lo. Se não achar nada, solicito uma analise endoscópica da uretra, que poderá ser a fonte do HPV.

97- Doutor sou bissexual e passei o HPV para o namorado, fiquei nervoso e comprei e passei uma pomada que criou uma área endurecida na abertura anal, e ele esta com muita coceira e dor ao evacuar. Precisaria ser examinado urgente na sua clinica?
Resposta: Já vive esta experiência com alguns pacientes bissexuais. Agora pare de usar a pomada imediatamente. Eu costumo prescrever uma pomada de manipulação com elevado poder de cicatrização, por 14 dias, mas solicito um retorno com 7 dias.  Neste retorno geralmente faço uma anuscopia e retoscopia para localizar as verrugas e com 14 dias eu trato as verrugas com o laser.  

98- Boa tarde, tenho hemorroida de terceiro grau que não me impedia de fazer sexo anal, porem agora estou tendo sangramento, principalmente apos a relação anal. Não queria  fazer a cirurgia incisiva, ou muito agressiva, o que o senhor recomendaria?
Resposta: Casos como o seu eu tenho feito a técnica do THD, que por não retirar tecido dará um melhor resultado estético e funcional.

99- Quanto tempo antes da relação devo fazer a chuca?
Resposta: Se você evacuar antes da relação, dentro do seu habito intestinal normal, não precisará fazer nenhum tipo de lavagem, agora se não evacuar, faça uma limpeza do reto, 1h antes da relação, com pequeno volume  e baixa pressão de uma solução adequada.

100- Fazíamos relação anal com muita frequência, porem apareceram bolinhas na cabeça do pênis do meu namorado, e não consigo fazer mais, porque fiquei com medo de contrair a doença, o que devo fazer?
Resposta: Na faze das vesículas ou bolinhas a possibilidade de contaminação é maior, agora para os pacientes que tem excesso de pele encobrindo a cabeça do pênis eu tenho feito a retirada do excesso de pele com o laser e sob anestesia local, para diminuir a carga viral no local e a recidiva clinica da doença.